sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Ciclo de palestras gratuitas


Postado:Pablo Santana

Safra nacional de grãos deve ser maior em 2011

A estimativa da safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas de agosto  indica uma produção da ordem de 159,0 milhões de toneladas em 2011, superior em 6,3% à safra recorde de 2010 (149,6 milhões de toneladas) e 0,1% maior do que a estimativa de julho, divulgou nesta sexta-feira (9) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A área a ser colhida em 2011, de 48,8 milhões de hectares, apresenta alta de 4,9% comparado a 2010, e decréscimo de 19.284 hectares (-0,0%) frente à estimativa anterior.
O arroz, o milho e a soja (três principais culturas que, somadas, representam 90,6% da produção de cereais leguminosas e oleaginosas) respondem por 82,2% da área a ser colhida registrando, em relação ao ano anterior, altas de 1,6%, 4% e 3,3%, respectivamente. No que se refere à produção, o arroz e a soja mostram, nessa ordem, acréscimos de 18,9% e 9,3%, enquanto o milho, redução de 0,7%.
Entre as grandes regiões, o volume da produção mostra a seguinte distribuição: região Sul, 66,3 milhões de toneladas; Centro-Oeste, 55,8 milhões de toneladas; Sudeste, 17,2 milhões de toneladas; Nordeste, 15,3 milhões de toneladas; e Norte, 4,4 milhões de toneladas. Na comparação com 2010, ocorre incremento em todas as regiões: Norte, 9,2%; Nordeste, 30,1%; Sudeste, 1,0%; Sul, 3,3%; e Centro-Oeste, 6,2%.


Fonte: G1
Postagem: Pedro Henrique-membro de civil 

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Custo da construção sobe em agosto

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF), registrou variação de 0,14% em agosto, 0,41 ponto percentual abaixo da taxa apresentada em julho (0,55%).

O custo nacional da construção por metro quadrado passou de R$ 800,02 (julho) para R$ 801,11 (agosto), sendo R$ 443,06 relativos aos materiais e R$ 358,05 à mão de obra. A parcela dos materiais subiu 0,28% e a parcela de mão de obra registrou queda de 0,04%.                                                             
Dentre as parcelas regionais a maior alta ocorreu no Sudeste com uma variação de 0,20%, já a menor variação ocorreu no Nordeste(0,08%). Os custos regionais por metro quadrado ficaram:R$ 839,54 (Sudeste); R$ 800,93 (Norte); R$ 800,35 (Centro-Oeste); R$ 798,24 (Sul) e R$ 756,14 (Nordeste).


Fonte: piniweb.com.br 
Postagem: Pedro Henrique - membro de civil 

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

7 de Setembro - Independência do Brasil

A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Ocorreu em 7 de setembro de 1822. A partir desta data o Brasil deixou de ser uma colônia de Portugal. A proclamação foi feita por D. Pedro I as margens do riacho do Ipiranga em São Paulo.


 

Dia do Fico
Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro I recebeu uma carta das cortes de Lisboa, exigindo seu retorno para Portugal. Há tempos os portugueses insistiam nesta idéia, pois pretendiam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impedia este ideal. Porém, D. Pedro respondeu negativamente aos chamados de Portugal e proclamou: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico."

 
O processo de independência
Após o Dia do Fico, D. Pedro tomou uma série de medidas que desagradaram a metrópole, pois preparavam caminho para a independência do Brasil. D. Pedro convocou uma Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem o " cumpra-se ", ou seja, sem a sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência.

O príncipe fez uma rápida viagem à Minas Gerais e a São Paulo para acalmar setores da sociedade que estavam preocupados com os últimos acontecimento, pois acreditavam que tudo isto poderia ocasionar uma desestabilização social. Durante a viagem, D. Pedro recebeu uma nova carta de Portugal que anulava a Assembléia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole.

Estas notícias chegaram as mãos de D. Pedro quando este estava em viagem de Santos para São Paulo. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou : " Independência ou Morte !". Este fato ocorreu no dia 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi declarado imperador do Brasil.
Bandeira do Brasil Império. 
Primeira bandeira brasileira após a Independência.

Pós Independência
- D. Pedro I foi coroado imperador do Brasil em dezembro de 1822;
- Portugal reconheceu a independência, exigindo uma indenização de 2 milhões de libras esterlinas;
- Em algumas regiões do Brasil, principalmente no Nordeste, ocorreram revoltas, comandadas por portugueses, contrárias à independência do Brasil. Estas manifestações foram duramente reprimidas pelas tropas imperiais.


Bandeira do Brasil atual.

Fonte de pesquisa: 

Postagem: Vanessa Carvalho

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Revista de Produção online

Para os membros de produção,e estudantes do curso e interessados em geral,fica a dica: http://www.producaoonline.org.br.
O site é uma revista cientifica de produção online com artigos de profissionais da área e conta com a possibilidade de visualização (e download) dos textos em PDF ou em áudio.Claro que há a possibilidade de enviar seu próprio artigo que será submetido a uma avaliação para posterior publicação,mas essa opção é para usuários cadastrados.Alem dos usuários,em geral, terem acesso as publicações anteriores.
Quer mais informações? Então acesse http://www.producaoonline.org.br

Postagem: Pedro Henrique - membro de civil

Você sabe o que é ART?


ART: Definição


De acordo com a Lei nº 6.496 de 7 de Dez 1977 todo contrato, escrito ou verbal, para a execução de obras ou prestação de quaisquer serviços profissionais referentes à Engenharia, à Arquitetura e à Agronomia fica sujeito à "Anotação de Responsabilidade Técnica" (ART).


A ART é um registro documental dos serviços executados pelo profissional. Ele valoriza o exercício profissional e confere legitimidade assegurando, com fé pública, a autoria e os limites da responsabilidade e participação técnica em cada obra ou serviço, definindo para os efeitos legais os responsáveis técnicos pelo empreendimento de engenharia, arquitetura e agronomia.
Com o registro da ART, todo profissional constrói seu Acervo Técnico. Esse documento é o espelho de suas realizações, de sua carreira. Tem efeito legal e é indispensável em licitações e representa um grande diferencial de sucesso individual.
Empresas e profissionais são distinguidos no mercado quando comprovam atividades técnicas de que participaram quando apresentam seu Atestado de Acervo Técnico, pois ele gera as garantias jurídicas de um contrato.
Através da ART as empresas e sociedade podem ter acesso à situação cadastral de profissionais e empresas que desejam contratar, assegurando um serviço de qualidade através de um profissional registrado.
A ART deve ser efetuada pelo profissional ou pela empresa no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA), de acordo com Resolução própria do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CONFEA). O CONFEA fixará os critérios e os valores das taxas da ART "ad referendum" do Ministro do Trabalho.
A falta da ART sujeitará o profissional ou a empresa à multa prevista na alínea "a" do Art. 73 da Lei nº 5.194, de 24 DEZ 1966, e demais cominações legais.
Postado:Pablo Santana

domingo, 4 de setembro de 2011

Ser Líder


Para chegar a ser líder é preciso querer ser líder. As responsabilidades e cobranças são grandes e é necessário ter disponibilidade e vontade para assumir a liderança em qualquer situação.

Visão, paixão, pensamento estratégico, habilidade de comunicação, automotivação, habilidade de unir pessoas, poder pessoal, congruência, capacidade de adaptação, disciplina, resolução, a busca constante da excelência, capacidade de se relacionar são algumas características e habilidades comuns necessárias para o desenvolvimento da boa liderança. 


Para ser um grande líder é preciso conhecer o grupo do qual trabalha, conhecer seu proposito e objetivo.

Liderança é uma capacidade que se conquista mais pelo respeito e pela admiração dos outros, do que por cargos nomeados ou ameaças. O verdadeiro líder é aquele em quem o grupo se espelha, e que serve como referência na hora em que cada uma dessas pessoas tem que tomar suas próprias decisões.

Para ser líder, ao contrário do que muitos pensam, é preciso um alto índice de humildade e de generosidade. São essas características que tornam fácil o trânsito do líder, fazendo-o aproximar-se de todos sempre dentro de um ambiente de confiança. Na presença do líder as pessoas se sentem à vontade, seguras.
O líder sabe a hora e a forma certa de repreender. Ele não humilha, nem expõe as pessoas ao ridículo, mas mostra a elas o que poderia ter sido feito melhor para o resultado que o grupo se propunha atingir.

Pode até haver líderes que ocupam uma posição de chefia no grupo. Mas nem todo chefe é um líder de verdade. Para saber se um chefe é líder, basta avaliar o comportamento do grupo na sua ausência. Se quando vira as costas as máscaras caem e o comportamento das pessoas muda, é porque ele mais manda do que lidera. É muito provável que controle sua equipe mais pelo medo do que pelo respeito. Mas, se mesmo quando o chefe sai, o ambiente de respeito permanece para quem fica, aí sim temos um líder de verdade.

A liderança só será efetiva se tiver a capacidade de envolver, trabalhar as pessoas e com as pessoas, para isto tem que fazer com que elas se sintam necessárias, partes importante do processo. As pessoas envolvem-se mais facilmente se obtiverem reconhecimento do seu trabalho, se sentirem que são peças fundamentais da engrenagem, que fazem a empresa girar.




Postagem: Vanessa Carvalho


Reunião: 03/09/2011


Na Reunião de sábado, 03 de setembro de 2011 tivemos a presença de 40 pessoas (aproximadamente). Ainda havendo a presença de novatos, onde apresentamos o CREAjr, qual seu objetivo. Ainda apresentamos o Encontro Estadual, discutindo a data do evento, local, entre outros temas do encontro.

Tema 01 - O Encontro Estadual do CREAjr-PI é para acontecer no Final de Outubro / Começo de Novembro. A Data será definida essa Semana, para que possamos dar continuidade ao trabalho.

Tema 02 - Ainda em Reunião apresentamos o blog e a nova ficha de inscrição.
Foi proposto aos membros de cada área ficar responsável por postar noticias de suas respectivas áreas no blog, sendo trocado os grupos a cada 15 dias. Assim termos mais dinamismo e o blog sempre atualizado.
Tema 03 - Foi apresentado o Modelo da blusa do CREAjr-PI, esta que servirá para irmos as visitas Técnicas e as fiscalizações. 

Tema 04 - O Coordenador Adjunto Ribamar Costa, apresentou sua experiência no curso que participou em Brasilia, juntamente com outros coordenadores do CREAjuniores/jovem. Onde teve a oportunidade de trocar experiências com outros coordenadores, além do próprio curso sobre Ética onde aprendeu bastante.

Tema 05 - SOEAA - Será feito novos orçamentos da camisa para a 68º SOEAA, que será polo, na cor branca e com um bordado na frente com a logo do CREAjr-PI. 

A Todos que foram a reunião: O CREAjr agradece sua participação!
Esse sábado ficamos na Plenarinha, onde ocorreu super Lotação, onde pessoas ficaram em pé, estaremos procurando um local maior onde caiba todos.

Postagem: Vanessa Carvalho