sexta-feira, 29 de março de 2013

Como conseguir um belo emprego na Petrobrás

Engenheiros, geólogos e geofísicos são os profissionais com curso superior mais procurados, segundo a Petrobras
Engenheiros, geólogos e geofísicos são os profissionais com curso superior mais procurados, segundo a Petrobras

A Petrobrás é a empresa dos sonhos dos jovens brasileiros, e conseguir um emprego na empresa não é tão fácil, já que os concursos são bem concorridos. Porém, quando você consegue uma vaga na empresa diversas portas se abrem o que facilita a nossa ascensão profissional.

Petrobras

“O jovem enxerga a possibilidade de ter desenvolvimento dentro da carreira”, diz Lairton Correa, gerente de efetivo da Petrobras. O bacana de trabalhar por lá é que a empresa promove diversos benefícios como: Auxílio educação, bolsas para escolas técnicas/superiores, e incentivos para pós-graduação, mestrado e MBA. Porém ao entrar na empresa, o profissional passa a ter capacitação dirigida às necessidades do mercado de óleo e gás da Universidade Petrobras, antes mesmo de começar a trabalhar.
“Eu entrei como funcionário de nível médio, ganhei bolsa, fiz faculdade e 3 pós-graduações”, conta Correa, que tem 38 anos de casa. Aliás, a média de tempo dos funcionários na companhia é de 17 anos, segundo ele. “Aqui o funcionário entra para ficar a vida toda”, diz Correa.
De júnior a presidente

A possibilidade real de crescimento estimula e muito os funcionários a continuarem na empresa. Todo ano os profissionais passam por um processo de avaliação e, dependendo do seu desempenho, o funcionário fica alternando de nível dentro da sua categoria (júnior, pleno e sênior). “Ele ainda pode ser consultor ou gerente. Todos os gerentes da companhia são selecionados entre os funcionários concursados”, diz o gerente de efetivo da empresa.

Chegar à diretoria ou à presidência da empresa não é impossível, mais já é mais complicado e também depende da eleição do Conselho de Administração da Petrobras, e indicação da presidência da República de um dos membros do conselho. Já o conselho é eleito pela assembléia de acionistas, que tem na União a sua acionista majoritária.

E aí, está pronto para estudar e muuuito para os concursos da Petrobras? Tenho certeza de que quem entra na Petrobras é para construir uma excelente e invejada carreira, por isso se este é o seu objetivo, não desista, vá em frente!

Postagem por: George Sousa
Notícia de: Blog da Engenharia

quarta-feira, 27 de março de 2013

Energia solar vale a pena na hora de esquentar o chuveiro

energia-solar-residencial


O mundo evolui cada vez mais rápido a nível tecnológico, foram introduzidas nos últimos anos uma séria de novas tecnologias no aproveitamento de energias renováveis como é o caso da energia solar térmica e fotovoltaica.

No Brasil, ainda é muito caro transformar o calor do sol em energia elétrica, demorando quase 15 anos para se obter retorno financeiro, ainda mais com o desconto na conta de energia elétrica proposto pela presidente Dilma Rousseff no começo deste ano aumentou o tempo de retorno do investimento.

Aquecimento-Solar-Residencial-sustentabilidade


Uma sugestão para quem quer economizar é a adoção de painéis solares que se limitam a transformar a energia do sol em calor para esquentar a água do chuveiro. Embora não gerem energia elétrica, esses aquecedores solares têm retorno de investimento em três anos, e são usados para esquentar a água do chuveiro, responsável por consumir 20 a 30% da energia de uma casa.

Vantagens

- A energia solar não polui durante o seu uso.

- As centrais necessitam de manutenção minima.

- É cada vez mais uma solução economicamente viável.

- É excelente em lugares de difícil acesso porque a sua instalação não obriga a grandes investimentos em linhas de transmissão.

- Em países tropicais a utilização de energia solar e viável praticamente em todo o território.

Desvantagens

- Existe variação nas quantidades produzidas de acordo com a situação climatérica (chuvas, neve), além de que durante a noite não existe produção alguma, o que obriga a que existam meios de armazenamento da energia produzida durante o dia em locais onde os painéis solares não estejam ligados à rede de transmissão de energia.

- Locais em latitudes médias e altas (Ex: Finlândia, Islândia, Nova Zelândia e Sul da Argentina e Chile) sofrem quedas bruscas de produção durante os meses de Inverno devido à menor disponibilidade diária de energia solar. Locais com frequente cobertura de nuvens (Londres), tendem a ter variações diárias de produção de acordo com o grau de nebulosidade.

- As formas de armazenamento da energia solar são pouco eficientes quando comparadas por exemplo aos combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás), e a energia hidroeléctrica (água).

- Os painéis solares têm um rendimento de apenas 25%.

Postagem por: George Sousa
Notícia de: Engenharia é